Seguir

Como Funciona o Relatório de Custo de Estoque

O relatório de custo de estoque é uma ferramenta extremamente útil que pode oferecer pistas relevantes de onde é necessário realizar mudanças, quais produtos e fornecedores devem ser escolhidos e onde o capital da empresa deve ser investido. Tudo isso para que as tomadas de decisão de sua empresa sejam aperfeiçoadas, reduzindo custos e, consequentemente, aumentando sua margem de lucro.
O caminho para acessar o Relatório de Custo de Estoque é: Suprimentos > Relatórios > Custo de Estoque. Uma vez nessa tela, você deve escolher o mês ou período que você deseja, o Produto e o Fornecedor. Caso você deixe esses dois últimos vazios, o relatório trará os dados sem filtro. Você pode também optar pelo relatório resumido, caso necessário. Para gerar o relatório, deve-se clicar em Visualizar. Você ainda pode escolher imprimir esse relatório clicando no botão 5.png. Uma vez visualizando o relatório, você tem a opção de clicar no botão de Atualizar os Preços de Custo de Produtos, que com base nos cálculos, atualizará diretamente no cadastro o preço de custo dos produtos em questão.
1png.pngUma vez que foram especificadas as referências do relatório em questão, serão geradas várias tabelas. As primeiras serão as tabelas referentes aos produtos, abordando-os de forma individual.
2.png
Vale ressaltar aqui que o Preço de custo unitário é composto de: (Valor unitário) + (IPI) + (PIS) + (COFINS) + (II) + (Frete) + (Seguro) + (Des. aduaneiras) - (Desconto).
*O valor do IPI não é considerado em importações.
Após isso, haverá uma tabela Resumo que terá informações referentes ao estoque como um todo.
3.png

  • Saídas p/ consignação: Soma do custo de todos os produtos que tiveram saídas para consignação
  • Devoluções de consignação: Soma do custo de todos os produtos que tiveram devoluções de consignação.
  • Custo total das vendas: É o preço de custo de todos os produtos vendidos, somados.
  • Custo total das devoluções: Soma do custo de todos os produtos devolvidos, sem considerar as devoluções por consignação. Lembrando que esse cálculo não inclui possíveis gastos com logística.
  • Saldo total do preço de compra: Soma do custo unitário de todos os produtos em estoque.
  • Saldo total da quantidade: Soma da quantidade de todos os produtos em estoque.

Lembrando que se na pesquisa forem especificados produtos ou fornecedores, os dados dessa tabela serão referentes ao que foi pesquisado.

E por fim haverá uma tabela sobre o Custo das Mercadorias Vendidas (CMV), que possuirá mais informações sobre o estoque e custos relacionados à ele.
4.png

  • Saldo inicial: A soma dos custos de todos os produtos em estoque, no início do período ou mês selecionado.
  • Total de compras (Sem considerar as devoluções): Custo total somado de todas as compras, desconsiderando as devoluções.
  • Total de devoluções: Custo total somado de todas as devoluções, desconsiderando as devoluções por consignação.
  • Total de devoluções (Consignação): Custo total de todas as devoluções por consignação.
  • Saldo final: Soma dos custo de todos os produtos em estoque, ao final do período ou mês selecionado.
  • Total de saídas para consignação: Custo total de todos os produtos que saíram para consignação, mas que não necessariamente foram vendidos.
  • Custo das Mercadorias Vendidas (CMV): Custo de cada mercadoria vendida somado, sem levar em conta impostos. Esse cálculo é realizado da seguinte forma:
    • (Saldo Inicial) + (Total de Entradas) + (Total de Devoluções) + (Total de Devoluções por Consignação) - (Saldo Final) - (Total de Saídas por Consignação).

É importante ressaltar que da mesma forma que a Tabela de Resumo, os dados especificados na pesquisa alterarão os resultados dessa tabela.

Lembrando que havendo qualquer dúvida ou problema, nossa equipe de suporte está à disposição para auxiliar.

 

Esse artigo foi útil?
Usuários que acharam isso útil: 0 de 0
Tem mais dúvidas? Envie uma solicitação

0 Comentários

Por favor, entre para comentar.
Powered by Zendesk