Seguir

Dúvidas na Virada de Regime Tributário

Você está saindo do SIMPLES Nacional e não sabe o que precisa ajustar no Eccosys? Estamos aqui justamente para te ajudar nessa.

Veja abaixo como serão algumas coisas agora e quais configurações que você precisa ajustar no Eccosys:

Configurações que você precisará ajustar:

  • Atualizar o regime tributário nos dados da empresa (Configurações -> Empresa -> Alterar dados da Empresa) - não é necessário atualizar o certificado digital; o atual continuará valendo;
  • Criar novas Naturezas de Operação para o seu novo regime tributário, peça auxílio para a sua equipe de Contabilidade; Se você optar por apenas atualizar as naturezas existentes, você perderá o histórico fiscal, já que as naturezas são usadas em diversos relatórios dentro do Eccosys.
  • Configurar as alíquotas de ICMS de acordo com a tabela padrão de cálculo do DIFAL;

O que muda na sua operação agora:

  • A GNRE precisa ser gerada, paga e enviada junto com a mercadoria. A emissão e o pagamento são feitos todos em massa, uma única vez, ao final do dia. Em caso de parada da fiscalização, é enviado o comprovante na hora.
  • Se você tiver inscrição estadual nos estados de destino (sugerimos correr para conseguir isso para os principais estados - responsáveis por uns 80% das vendas), não é necessário pagar a GNRE no ato. A apuração pode ser feita 1x por mês.
  • O Eccosys não gera as GNREs para pagamento, mas essa informação está no XML. É possível extrair os XMLs (Vendas->Relatórios->GNRE) e usar algum aplicativo (como o https://www.guiasgnre.com.br/) que você sobe os XMLs e ele gera as guias.

Como será o funcionamento do Eccosys a partir do novo regime:

  • Em casos de venda com entrega em outro endereço, o Eccosys pode ser parametrizado para sobrescrever o endereço de cobrança (Configurações->Notas Fiscais e Serviços->ICMS em operações interestaduais). Via de regra, temos 2 endereços na NFe: cobrança e entrega. Cada um separado. Mas em cenários como esse: Empresa emissora em SC recebe um pedido do Omar (no RS) pedindo para entregar em SP. Como a circulação da mercadoria acontece entre SC e SP, a partilha tem que ser calculada entre SP e SC, e não entre SP e o RS, como seria a base. Para isso funcionar, é necessário sobrescrever o endereço de cobrança (do Omar no RS) pelo de entrega.
  • o Eccosys calculará e colocará nas notas fiscais emitidas quando houver DIFAL.

 

Em caso de dúvidas, nosso time do suporte está disponível para ajudar.

Esse artigo foi útil?
Usuários que acharam isso útil: 0 de 0
Tem mais dúvidas? Envie uma solicitação

0 Comentários

Por favor, entre para comentar.
Powered by Zendesk